Últimas notícias de economia, política, carros, emprego, educação, ciência, saúde, cultura do Brasil e do mundo. Vídeos dos telejornais da TV Globo e da GloboNews.
Polêmica sobre uso de máscara em tribunais continua após desembargador retirar item para falar em sessão do TJ

Desembargador descumpriu portaria do próprio Tribunal de Justiça. Nas últimas semanas cinco julgamentos foram cancelados após promotor se recusar a utilizar a proteção. Polêmica: promotores não usam máscaras e sessões são canceladas no Tocantins A polêmica envolvendo o uso de máscaras dentro dos tribunais do estado ganhou mais um capítulo após o desembargador Pedro Nelson de Miranda retirar a proteção para falar durante uma sessão do Tribunal de Justiça (TJ). Nas últimas semanas pelo menos cinco julgamentos foram cancelados após um promotor afirmar que teria a fala prejudicada e se recusar a usar o item durante julgamentos em júri popular. O flagrante no TJ ocorreu nesta quinta-feira (17). O desembargador pediu para retirar a máscara quando foi falar no púlpito do plenário. "Novamente vou pedir licença, senhor presidente, para tirar a máscara", disse. A autorização foi dada pelo presidente do Tribunal, Helvécio de Brito Maia Neto. O mesmo que assinou uma portaria obrigando o uso da proteção dentro dos prédios do poder judiciário do Tocantins. Desde a semana passada julgamentos vêm sendo cancelados em Araguaína, no norte do Tocantins, após um promotor pedir para ficar apenas com um protetor facial durante os julgamentos. Os pedidos foram negados pelo juiz da cidade com base em decretos e na portaria do TJ. Desembargador tirou máscara para falar em sessão do TJ Reprodução/TV Anhanguera Por causa disso, acusados de homicídio e feminicídio tiveram os julgamentos cancelados e alguns foram colocados em liberdade. Em uma das decisões, o juiz Francisco Vieira Filho, chegou a dizer que o promotor tem causado empecilho ao funcionamento da Justiça. A corregedoria do Ministério Público Estadual cobra do TJ que outros protocolos de segurança sejam adotados durante as sessões. Também alega que a máscara dificulta o trabalho dos promotores. "O uso da máscara prejudica muito a oralidade do promotor de justiça. Essa oralidade é necessária para que o promotor possa exercer com afinco a defesa da sociedade tocantinense. A plenitude da defesa é um princípio que vigora no tribunal do júri e não pode ser tolhido por quem quer que seja", disse o promotor e corregedor Benedicto Guedes. O Tribunal de Justiça não se manifestou sobre a retirada da máscara por parte do desembargador e a cobrança por mais protocolos de segurança nos tribunais. Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.
Sat, 19 Sep 2020 01:25:26 -0000
Eleitores já podem ir às urnas em quatro estados dos EUA, um mês e meio antes das eleições
Dessa vez, em todo o país, muito mais eleitores vão poder votar pelo correio para se protegerem do coronavírus. Eleitores já podem ir às urnas em quatro estados dos EUA, um mês e meio antes das eleições Eleitores americanos começaram, nesta sexta-feira (18), a escolher quem querem ver na Casa Branca pelos próximos quatro anos. Por que os dois candidatos resolveram ir nesta sexta para o estado do Minnesota? É que, apesar da eleição ser só em 3 de novembro, as urnas já abriram nesta sexta em quatro estados. Um deles, Minnesota. E de manhã cedo as pessoas já formavam filas. Uma eleitora disse que foi protegida e que está muito ansiosa para votar logo em seu candidato. Mas a diretora responsável pelas eleições na cidade de Minneapolis disse que encoraja as pessoas a nem irem até lá e votarem pelo correio. Dessa vez, em todo o país, muito mais gente vai poder votar pelo correio para se proteger do coronavírus. Em 34 estados, o vírus vai ser uma justificativa aceitável para votar por carta. E quatro estados a mais do que na eleição passada, além da capital, Washington, vão mandar cédulas para casa das pessoas sem que elas tenham pedido. Nesta sexta, na Casa Branca, Trump voltou a dizer que mandar cédulas que não foram requisitadas é um golpe e que espera que juízes federais barrem essa iniciativa dos estados. Ele afirma, sem provas, que isso vai gerar fraudes e atrapalhar a apuração dos votos. Trump acha que pode ser prejudicado porque uma pesquisa mostrou que democratas estão mais inclinados a votar pelo correio do que republicanos em 2020. Trump também aproveitou para anunciar, em plena campanha, um pacote bilionário de ajuda para Porto Rico. Apesar de o território americano não participar da eleição para presidente, mais de 1 milhão de porto-riquenhos vivem na Flórida, onde podem votar legalmente. A Flórida é um estado decisivo na eleição. E foi depois desses anúncios que Trump embarcou para Minnesota. Joe Biden já estava lá. Em um centro de treinamento sindical, disse que bilionários acumularam US$ 300 bilhões nos Estados Unidos durante a pandemia enquanto trabalhadores não sabem se poderão pagar a prestação do financiamento de suas casas. E defendeu que os ricos e as grandes corporações paguem o que é justo em impostos. Os democratas vencem em Minnesota desde 1976. Mas, na última eleição, Trump perdeu por pouco. E agora diz que vai ser fácil virar o estado para os republicanos. A média das pesquisas no estado mostra Joe Biden 10 pontos na frente. Mas tudo é possível numa eleição sem precedentes em que a simples contagem de 80 milhões de votos que vão chegar pelo correio pode ainda gerar muita disputa.
Sat, 19 Sep 2020 01:19:24 -0000
PFR prende três pessoas suspeitas de tráfico de drogas e uma por calúnia em Boa Vista

De acordo com a PRF, prisão de dois dos suspeitos, ocorreu após ser identificado o endereço onde era realizado o abastecimento de drogas para o tráfico na capital. Droga apreendida durante Operação da Ficco Foto:Ascom/Divulgação Três pessoas foram presas por suspeita de tráfico de drogas e uma por calúnia pela Polícia Federal de Roraima (PRF-RR) em ação de combate ao crime organizado encerrada na última quinta-feira (17). De acordo com a PRF, a prisão de dois dos suspeitos, ocorreu na quarta-feira (16) após ser identificado o endereço onde era realizado o abastecimento de drogas para o tráfico. No local, foram apreendidos quase seis quilos de skunk. Já na segunda ação, ocorrida no bairro Santa Luzia, zona Oeste de Boa vista, a PRF teria recebido denúncias de que um homem estaria atuando em 'serviços de entrega' de droga. Ao realizarem a abordagem, o suspeito foi preso em flagrante com uma pequena quantidade de cocaína. Ainda de acordo com a PRF, durante buscas na residência do suspeito, foi encontrada mais uma porção de droga. Ele teria confirmado ser dono dos entorpecentes. A irmã do homem então chegou na casa, e conforme a polícia, ela teria desrespeitado os agentes e foi conduzida até a viatura, mas reagiu chutando o veículo. Os suspeitos foram encaminhados ao sistema prisional, onde permanecerão à disposição da Justiça.
Sat, 19 Sep 2020 01:17:29 -0000
Rosto de homem que viveu há 6 mil anos no Litoral Norte é recriado por computação gráfica

Chamado de Zé pelos pesquisadores, ele tinha entre 40 e 50 anos e seus ossos foram encontrados em Maquiné. Esqueleto está preservado no Museu Arqueológico, em Taquara. Pesquisadores recriam em computador o rosto de Zé que viveu no Litoral Norte há 6 mil anos Um grupo de pesquisadores conseguiu resgatar o esqueleto de um ancestral dos gaúchos que viveu há cerca de 6 mil anos no Litoral Norte. Ele está preservado no Museu Arqueológico do Rio Grande do Sul, em Taquara, e graças a um projeto de computação gráfica ganhou um rosto. O dono desses ossos, denominado Zé pelos pesquisadores, tinha entre 40 e 50 anos e foi descoberto na década de 1960 no interior de Maquiné. “Ele foi descoberto em um sepultamento entre lajes e teve datação pelo Smithsonian [Institution], em Washington, entre 4 mil e 6 mil anos antes do presente”, diz Antonônio Soares, diretor do museu. Um trabalho minucioso, realizado no computador, deu cara ao esqueleto humano mais antigo já descoberto no estado. Com recursos de computação gráfica, o designer Cícero Moraes recriou a imagem. "O processo de reconstrução facial inicia a partir do momento em que as fotos do crânio são enviadas a um algoritmo computacional, que faz a digitalização 3D, ou seja, converte essa sequência de fotos em um elemento, em um objeto 3D compatível com o crânio original”, explica. Para dar cara ao Zé, o designer utilizou a técnica da fotogrametria, pela qual dezenas de fotografias geraram uma imagem tridimensional do crânio. Em seguida, os pinos ajudaram a reconstituir a pele. A massa virtual é para moldar os músculos. E, por fim, a pigmentação e os cabelos dão o toque final. "O que a gente faz é uma espécie de engenharia reversa. A gente pega um estudo feito em pessoas vivas e projeta isso em um crânio", comenta Cícero. Sinais encontrados no esqueleto sugerem que o dono do rosto sofreu fraturas na coluna e na clavícula, o que indica que vivia em grupo, porque não teria sobrevivido sozinho. Os pesquisadores dizem que ele era indígena, mescla de asiático com africano. "Esse indivíduo era um caçador, coletor. Fabricava seus artefatos com base nas pedras, nos lascamentos. Se encontrou muitas pontas de flechas, o que faz com que se perceba que era um indivíduo que buscava a caça", conta a historiadora Carla Renata Gomes. Em plena Semana Farroupilha, conhecer a história deste "gaúcho" ancestral, para o coordenador do curso de arqueologia da Universidade Federal de Pelotas, Gustavo Wagner, ajuda a entender como foi moldada a identidade regional do estado. “O movimento tradicionalista gaúcho nunca negou sua herança indígena, a sua ancestralidade indígena no modo de ser, nos hábitos, na alimentação, no uso do chimarrão, inclusive na cultura material dos objetos: o uso da cuia, o uso da erva mate, a carne assada, a bola de boleadeira. Essa relação da cultura material existe. Reconhecer o rosto agora, um rosto de 6 mil anos, faz referência a essa ancestralidade do Rio Grande do Sul", comenta. Homem que viveu há 6 mil anos no RS tem rosto reconstituído por computação gráfica RBS TV/Reprodução
Sat, 19 Sep 2020 01:17:05 -0000
Homem morre afogado no rio Tucunduba, no bairro do Guamá, em Belém
Segundo os Bombeiros, o homem vivia em situação de rua e estava embriagado quando se jogou no rio. Um homem morreu afogado na tarde desta sexta-feira (18) após se jogar de uma ponte que fica sobre o rio Tucunduba, no bairro do Guamá, em Belém. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o homem vivia em situação de rua e estava embriagado quando se jogou no rio. Uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) esteve no local e realizou a remoção do corpo.
Sat, 19 Sep 2020 01:14:55 -0000
Passos e Cássia avançam para onda verde do Minas Consciente; governo de MG pede cautela

Secretário Adjunto de Saúde, Marcelo Cabral, sugeriu que medidas ‘conservadoras’ sejam adotadas, mas salientou que a decisão cabe a cada município. Passos e Cássia avançam para onda verde no Minas Consciente; governo pede cautela Em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (18), o Governo de Minas Gerais destacou que Passos e Cássia avançaram para a onda verde do Programa Minas Consciente. Mesmo com o progresso, que permite mais flexibilização, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) pediu cautela às cidades. O pedido, em tom de orientação, foi do Secretário Adjunto de Saúde, Marcelo Cabral. Ele pontuou que cada município é livre para adotar as medidas, mas frisou a importância de, neste momento, situações mais “conservadoras” serem implementadas. “Em Passos e Cássia a microrregião já se encontrava na onda verde e a macrorregião se encontra na onda amarela. O que é importe distinguir é que quando a microrregião se encontra em uma situação mais favorável à abertura, a orientação é de uma postura mais conservadora, mais restritiva. Isso tem uma razão de ser em função de os indicadores, as implicações e as consequências repercutirem para a região. Mas, repetindo, a microrregião de Passos e Cássia se encontravam e se encontram na onda verde e a macrorregião se encontrava e se encontra na onda amarela. A decisão [do que fazer] cabe a cada município”, disse na coletiva. Secretário Adjunto de Saúde, Marcelo Cabral, citou Passos e Cássia na coletiva desta sexta-feira (18) Divugalção/SES/MG Outras cidades do Sul de MG Ainda esta semana, antes do anúncio sobre Passos e Cássia, pelo menos seis municípios da área de cobertura da EPTV Sul de Minas, Afiliada Rede Globo, que fazem parte da macrorregião Centro-Sul de saúde, progrediram para a onda verde do Programa Minas Consciente. O Governo de Minas Gerais anunciou que as macrorregiões Oeste e Centro-Sul avançaram para a fase mais flexível do programa. Segundo o governo, essas regiões vão progredir para a Onda Verde depois de 28 dias na Onda Amarela, graças aos bons índices epidemiológicos. No Sul de Minas, esta medida beneficia os municípios de Bom Sucesso, Conceição da Barra de Minas, Ibituruna, Nazareno, São Tiago e São Vicente de Minas. A onda verde compreende o último nível do plano Minas Consciente, fase em que é permitida a maior parte das atividades, como bares com música ao vivo, cinemas e parques. Todas as aberturas devem respeitar os protocolos estipulados pelo Governo de Minas, que incluem padrões de distanciamento social e práticas de higienização. Os outros avanços deliberados são para que as macrorregiões Triângulo do Norte e Noroeste avancem para a onda amarela, com a permissão para retomada de serviços como bares e academias. Ao todo, nove macrorregiões de Saúde integram a onda amarela, incluindo também as regiões Sul, Sudeste, Centro, Jequitinhonha, Leste, Leste do Sul e Vale do Aço. Veja mais notícias da região no G1 Sul de Minas
Sat, 19 Sep 2020 01:09:14 -0000
70 anos da TV no Brasil: de qual humorista é esse bordão? Faça o teste e descubra
Em comemoração aos 70 anos de história da televisão nacional, o Globo Repórter relembra os bordões que marcaram época. Será que você se lembra de todos? O Globo Repórter desta sexta (18) faz uma viagem no tempo para relembrar os 70 anos da televisão brasileira. Em tantas décadas, muitos humoristas cativaram o público e ficaram conhecidos por seus bordões. Faça o teste e descubra se você consegue se lembrar de todos eles! De que humorista é esse bordão da TV brasileira?
Sat, 19 Sep 2020 01:01:09 -0000
70 anos da TV: veja grandes nomes do jornalismo nas coberturas mais marcantes

William Bonner na eleição de Obama para a presidência dos EUA; Edney Silvestre no 11 de setembro; Glória Maria na Guerra das Maldivas e muito mais. GLÓRIA MARIA – 1982 – Guerra das Malvinas Em 1982, Glória Maria dava os últimos detalhes, por telefone, sobre a Guerra das Malvinas Reprodução TV Globo O conflito entre o Reino Unido e Argentina a respeito das Ilhas Malvinas era um impasse de mais de cem anos. Mas, naquele ano, a situação se agravou. A repórter Glória Maria cobriu, por telefone, os reflexos do fim do conflito pouco tempo depois, que terminou com a vitória inglesa. EDNEY SILVESTRE – 2001 – 11 de Setembro O repórter Edney Silvestre na cobertura dos atentados de 11 de setembro Reprodução TV Globo Dois aviões sequestrados atingiram as Torres Gêmeas em Nova York, nos Estados Unidos, na manhã daquele dia. A princípio, se pensou ter sido um acidente de uma única aeronave que havia colidido contra um dos edifícios, mas, poucos minutos depois, quando emissoras de TV já transmitiam ao vivo, o segundo avião atingiu o prédio ao lado. WILLIAM BONNER - 2008 – Vitória de Barack Obama nos EUA William Bonner anuncia a vitória de Barack Obama na eleição presidencial dos EUA em 2008 Reprodução TV Globo Barack Obama foi eleito, em novembro de 2008, como o primeiro presidente negro dos Estados Unidos. No discurso de vitória, ele disse: "Se alguém duvida que nesse país tudo é possível, a resposta está aqui”. PEDRO BASSAN – 2008 – Terremoto de Sichuan na China Pedro Bassan em Pequim, cobrindo o terremoto de 2008 Reprodução GloboNews - TV Globo O terremoto que abalou a China em maio daquele ano matou mais de 90 mil pessoas. O tremor atingiu 5.7 graus na escala Richter e chegou a devastar mais de 370 quilômetros de estradas. Na época, o país decretou um luto oficial de três dias. MARCIO GOMES – 2013 – FILIPINAS O repórter Márcio Gomes nas Filipinas em 2013, quando um tufão de grandes proporções provocou destruição no país Reprodução TV Globo Em novembro de 2013, o tufão Hayan, de grandes proporções, causou destruição nas Filipinas. O repórter Marcio Gomes viajou até Tacloban, um dos locais mais afetados pela tempestade, para mostrar o desespero da população e as dificuldades das pessoas em conseguir ajuda após a tragédia. MARCOS UCHÔA – 2004 – Tsunami Ásia O repórter Marcos Uchôa na Ásia, em 2004, quando um terremoto, seguido de tsunamis, causou destruição em nove países Reprodução TV Globo O terremoto daquele ano foi o mais forte em 40 anos: ele alcançou 9 graus na escala Richter e teve o epicentro em alto mar, na costa oeste da ilha de Sumatra, a 1.600 quilômetros de Jacarta, capital da indonésia. Os tsunamis que se seguiram devastaram nove países. ROBERTO KOVALICK – 2011 – Tsunami e acidente em Fukushima Roberto Kovalick cobrindo o terremoto que levou ao acidente nuclear de Fukushima em 2011 Reprodução TV Globo Em março de 2011, um terremoto de 8,9 graus na escala Richter devastou a costa nordeste do Japão, provocando um tsunami e um vazamento na usina atômica de Fukushima. LUÍS FERNANDO SILVA PINTO – 2005 – Furacão Katrina Luís Fernando Silva Pinto na costa dos Estados Unidos em 2005, quando o furacão Katrina causou destruição no país Reprodução TV Globo A passagem do furacão Katrina pela costa dos Estados Unidos causou destruição por centenas de quilômetros. Em algumas cidades, nenhuma casa ficou de pé. Na época, a população não teve de lidar apenas com os ventos fortes, mas também com a invasão da água em condomínios inteiros após a passagem do furacão. LILIA TELES – 2010 – Terremoto no Haiti A repórter Lilia Teles cobrindo o terremoto que abalou o Haiti em 2010 Reprodução TV Globo Depois do terremoto, uma terra arrasada. A repórter Lilia Teles cobriu, em janeiro de 2010, os reflexos do terremoto que devastou o Haiti. O tremor alcançou 7 graus da escala Ricther e atingiu principalmente a capital, Porto Príncipe. CACO BARCELLOS - 2002 – Intifada Caco Barcellos, em 2002, cobrindo os efeitos da Intifada Reprodução TV Globo Nablus, uma das maiores cidades da Cisjordânia na época, havia sido praticamente destruída em 2002 por causa de uma ofensiva de Israel. Na ocasião, diante do conflito entre as regiões, o carro de reportagem da TV Globo chegou a ser atingido por tiros. Ninguém se feriu. RENATO MACHADO - 1986 – Acidente nuclear de Chernobyl Renato Machado cobriu o acidente nuclear de Chernobyl em 1986 Reprodução TV Globo No dia 26 de abril daquele ano, o reator 4 da usina nuclear de Chernobyl, na Ucrânia, explodiu. Nos nove dias seguintes, a intensidade da radiação liberada foi mil vezes maior do que a da bomba atômica de Hiroshima, no Japão, no fim da segunda Guerra Mundial. SANDRA PASSARINHO – 1990 – Julgamento dos assassinos de Chico Mendes A repórter Sandra passarinho na cobertura do julgamento dos assassinos de Chico Mendes Reprodução TV Globo O ambientalista Chico Mendes foi assassinado em 1988. Dois anos depois, havia expectativa da população em torno do julgamento dos assassinos, que pegaram 19 anos de prisão. Por conta da repercussão internacional em torno do caso, o Brasil passou a adotar medidas concretas de preservação. Em 1990, foi criada a Reserva Extrativista Chico Mendes. SILIO BOCCANERA – 1989 – Queda do Muro de Berlim Silio Boccanera cobriu a queda do muro de Berlim em 1989 Reprodução TV Globo Em novembro daquele ano, o muro de Berlim, que tinha ficado de pé por mais de 25 anos, caiu. O Portão de Brandemburgo virou palco de uma multidão de alemães que agora comemorava o fim da separação da cidade. Poucos anos depois, a União Soviética, que comandava a Berlim oriental, também deixou de existir. BETTE LUCCHESE – 2010 – Ocupação do Complexo do Alemão A repórter Bette Lucchese na operação de ocupação do Complexo do Alemão, em 2010 Reprodução TV Globo A operação movimentou quase 3 mil homens da polícia e das forças Armadas. Lucchese, a primeira repórter a entrar no Morro do Alemão após a ocupação da favela do Rio de Janeiro, chegou a acompanhou a movimentação das forças de segurança. MARCELO COSME – 2013 – Jornada Mundial da Juventude Marcelo Cosme durante a Jornada Mundial da Juventude em 2013 Reprodução TV Globo O Papa Francisco chegou a rezar uma missa para uma multidão de fiéis na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro. Na época, foi o último compromisso dele junto ao povo. Pelo menos três milhões de pessoas estiveram presentes na missa. FÁTIMA BERNARDES – 2002 – Brasil pentacampeão Fátima Bernardes mostrou a festa do pentacampeonato de dentro do ônibus da seleção brasileira Reprodução TV Globo Na Copa do Mundo de 2002, o Brasil conquistou o pentacampeonato de disputando a final contra a Alemanha. Na época, Fátima Bernardes mostrou a festa dos jogadores de dentro do ônibus da seleção brasileira. O feito, até hoje, só foi alcançado pelo Brasil.
Sat, 19 Sep 2020 00:58:41 -0000
VÍDEOS: Jornal da Tribuna 2ª Edição de sexta-feira, 18 de setembro

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias da Baixada Santista e do Vale do Ribeira. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias da Baixada Santista e do Vale do Ribeira.
Sat, 19 Sep 2020 00:57:52 -0000
Ser Educacional compra Faculdade de Juazeiro do Norte por R$ 24 milhões

Instituição tem 2.100 estudantes e registrou receita líquida de cerca de R$ 20 milhões em 2019. Grupo Ser Educacional é dono da Faculdade Maurício de Nassau Gustavo Almeida/G1 A Ser Educacional anunciou ao mercado nesta sexta-feira (18) que adquiriu o Colégio Cultural Módulo, mantenedor da Faculdade de Juazeiro do Norte (FJN), por R$ 24 milhões. A transação foi realizada pela subsidiária Centro Nacional de Ensino Superior (Cenesup). Serão pagos R$ 12 milhões em duas parcelas, uma na data de fechamento do negócio e outra 30 dias depois. O restante será pago em circo parcelas anuais, na data de aniversário do fechamento do negócio, corrigidas pela variação do IPCA. Com pandemia, o número de estudantes devendo mensalidades para faculdade cresce De acordo com a Ser Educacional, a aquisição está em “linha com sua estratégia de buscar ser relevante nessas regiões e presente nas demais regiões do Brasil”, fortalecendo sua presença no Nordeste. A instituição fica em Juazeiro do Norte, no Ceará, e tem aproximadamente 2.100 estudantes em cursos como Arquitetura e Urbanismo, Ciências Contábeis, Direito, Enfermagem e Gastronomia. A FNJ obteve em 6 de agosto seu credenciamento como Centro Universitário e aguarda autorização do Ministério da Educação para oferecer ensino à distância (EAD). Em 2019, a instituição registrou Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado de R$ 4,3 milhões e receita líquida de aproximadamente R$ 20 milhões.
Sat, 19 Sep 2020 00:52:47 -0000

This page was created in: 0.07 seconds

Copyright 2020 Oscar WiFi

This website or its third-party tools use cookies, which are necessary to its functioning and required to achieve the purposes illustrated in the cookie policy. By closing this banner, scrolling this page, clicking a link or continuing to browse otherwise, you agree to the use of cookies. If you want to know more or withdraw your consent to all or some of the cookies, please refer our Cookie Policy More info